domingo, 9 de junho de 2019

No Secreto com o Pai


"E, quando orares, não sejas como os hipócritas; pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.
Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente."
(Mateus 6:5-6)
Existem excelentes oradores que sabem usar muito bem as palavras e provocam uma impressão forte nas pessoas. Claro que não é errado orar em público, contudo, Jesus mostrou que a oração que Deus presta mais atenção não é aquela feita perante o público, mas a que é feita no privado, quando você estiver a sós com o Pai.

É comum as pessoas falarem sobre eu e minha esposa de forma positiva, elogiando a nós como casal, por nos verem juntos, ministrando, ou em outras ocasiões. Mas será que a vida pública de uma pessoa revela realmente como está o relacionamento íntimo do casal? Já vi muitos casais famosos que, diante das câmeras, ou perante a sociedade, pareciam estar super bem, mas, de repente, se separam.

Isso ocorre porque, na vida pública, nós apresentamos uma imagem meio que "maquiada" de nós mesmos, enquanto que no privado, somos quem realmente somos de fato (sem maquiagem).

É muito interessante quando Jesus fala que o Pai "está em secreto", ou seja, um relacionamento muito íntimo e pessoal não é algo público, mas secreto! Deus deseja esse tipo de relacionamento conosco: algo edificado na nossa vida privada. Assim, quando estivermos em público, orando, pregando ou fazendo qualquer outra coisa, poderemos ser verdadeiros no que diz respeito à nossa vida de oração. Não sendo necessário "simular" uma intimidade com Deus que não temos.

Se lembrarmos, ainda, de nossos momentos maravilhosos de amor com nossos cônjuges, feitos no secreto dos nossos quartos, compreenderemos o que Jesus quis dizer nos versos acima: um relacionamento íntimo, constante e prazeroso é desenvolvido "no secreto" e não de forma pública.

Jesus chama a atenção para o fato de que o Pai deseja orações que sejam fruto desse tipo de relacionamento - íntimo - com o Pai e não meros rituais religiosos. E isto só é conseguido através da nossa dedicação em nosso momento devocional diário, no "secreto" de nosso aposento, onde podemos construir essa intimidade.

O resultado desse tipo de relacionamento com Deus é mostrado por Cristo, quando diz que seremos recompensados "publicamente". A "honra" (reconhecimento público) é algo que vem quando adquirimos a sabedoria de Deus, a qual Ele ministra àqueles que O conhecem de forma mais íntima, assim com a Escritura nos revela em Provérbios 3:17:
"Vida longa de dias está na sua mão direita; e na esquerda, riquezas e honra." (Provérbios 3:16)
Enquanto que os que buscam a glória dos homens perderão a glória que vem de Deus!

Desenvolva uma vida de comunhão e intimidade com seu Pai Celestial, no seu "lugar secreto" de oração, adoração e meditação e deixe com Deus todo o restante. Deus sabe cuidar muito bem dos Seus filhos.

Que a graça do Senhor Jesus Cristo seja com você. Amém.

Pr. Wendell Costa

Alegrem-se Sempre no Senhor

A busca pela felicidade é algo que está no coração do homem desde o princípio. Claro que isso foi colocado pelo próprio Deus, afinal, não fo...